• Gatya Sol

Homens também fingem orgasmo


Como nos dias atuais, assuntos sexuais são falados de maneira mais aberta, mesmo ainda sendo tabu, houve uma certa surpresa quando foi descoberto que alguns homens fingem orgasmo. Apesar de parecer impossível para eles, esta prática não é só privilégio das mulheres. Em algumas pesquisas realizadas, uma boa parte da população masculina admitiu já terem fingido orgasmo em algum momento da vida, mais de uma vez e até mesmo com mais frequência. Mas apesar destas informações, muito mais homens têm esta prática, mas por vergonha não admitem. Mas é importante lembrar que problemas sexuais podem ter fundo emocional e podem ser tratados. Por isso reconhecer isto como um problema pode evitar frustações e permitir que o indivíduo tenha uma vida sexual saudável.

Quais são as possíveis causas que levam os homens a fingirem o orgasmo?

Apesar de alguns fatores fisiológicos influenciarem este problema, como orgasmo seco e ejaculação tardia, as causas são predominantemente emocionais. Com falávamos em posts anteriores, a cultura sexual da sociedade é aquela em que o homem “não pode negar fogo” e esta condição está atrelada com a interpretação errônea de que o orgasmo ocorre quando o homem ejacula (já vimos sobre isto no texto sobre orgasmo seco). Quando os homens não conseguem chegar ao clímax, eles têm receio de sua masculinidade ficar em xeque, o que leva ao ato de fingir o orgasmo. Mas existe um fator importante a ser ressaltado: de acordo com homens que praticam ou já praticaram este ato, só é possível “enganar a parceira” quando se usa preservativo durante o ato sexual, onde no calor do momento, não é possível saber ao certo se houve ejaculação ou não.

Outro fator que contribui também para a prática do “fingimento de orgasmo” pelos homens são o medo de magoarem suas parceiras, para que não se sintam menosprezadas como mulheres por não agradar sexualmente o parceiro. Uma observação sobre este fato é que mulheres que fingem orgasmo também têm este comportamento para preservar o emocional do parceiro.

E para os homens que enfrentam este problema, existe solução?

Sim! Existe solução e pode ser mais simples que se imagina: tratando o emocional. Terapias convencionais podem auxiliar o homem a lidar com estas situações e tentar identificar algum transtorno que possa levar a este problema.

Além da terapia convencional, o Tantra pode auxiliar o homem a canalizar a energia sexual para tratar estes tipos de distúrbios. No caso de homens que se relacionam com uma única parceira, se abrir com ela e juntos buscarem solução, seja na terapia convencional ou no Tantra é muito importante para a superação deste problema e de outros.

Para homens que se relacionam com mais de uma parceira, o Tantra ajuda a conhecer o próprio corpo, respeitando suas limitações ao mesmo tempo em que pode derrubar barreiras para buscar outros caminhos para tratamento dos problemas que afligem o indivíduo. O importante sempre é dar o primeiro passo para buscar ajuda e solucionar tudo o que incomoda. Esta é a premissa para a satisfação pessoal e felicidade.

Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos! Deixe sua opinião ou dúvidas nos comentários. Ficaremos felizes de saber o que você acha sobre este assunto!

5 visualizações

Siga-me nas redes sociais

  • YouTube ícone social
  • Facebook
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram

2018 Escola de Tantra

Rua Coronel Melo de Oliveira 453 - Pompéia - São Paulo    Fone: (11) 94701 3437